quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Seja...

Delírios de Mim Mesma.



Seja o sol para aquecê-la, 
A lua para encantá-la, 
A chuva para refrescá-la 
E o seu vendaval de paixão.

Seja o abrigo da chuva que não cessa, 
O remédio para curar a dor, 
O alimento para a alma, 
E a luz para a escuridão.

E enquanto você for tudo isso, peça pra que ela seja também.

Se curem, se namorem, se amem e vivam até que os dias aqui se findem e seus olhos acordem para uma nova vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário