segunda-feira, 26 de novembro de 2012

"Que a Sorte Esteja de Novo, Outra Vez e Sempre ao Seu Favor".

Delírios de Mim Mesma.


O Ministério da Leitura Adverte: Esse texto contém SPOILERS. 

O termo se refere a qualquer fragmento de uma fala, texto, imagem ou vídeo que se encarregue de fazer revelações de fatos importantes, ou mesmo, do próprio desfecho da trama de obras.



No delírio "Que a Sorte Esteja Sempre ao Seu Favor" eu disse que voltaria aqui quando terminasse de ler o livro Esperança - Suzanne Collins. E promessa dada é promessa cumprida.

Tá difícil, tá muito difícil olhar para outro livro e me imaginar tão absorvida na leitura como estive na trilogia Jogos Vorazes.

Passei um mês sendo acometida das mais variadas sensações: tensão, dor, raiva, fome, amor, ódio, horror, e em raríssimos momentos senti alegria e felicidade.

Nesse último livro ouvi muito que a autora só podia ser psicopata. Em muitos trechos tive a certeza de sua psicopatia, e no final tive a certeza de minha tendência masoquista. Mesmo sentindo horror, tensão e dor não conseguia parar de ler, e quando tudo acabou, ao invés de me sentir aliviada com o desfecho, fiquei com a enorme necessidade de mais, só não sabia que mais era esse.

Não fiquei sem dormir como a Carol, e não fiquei esperando o tiro do canhão como a Mirella, mas sei que terei abstinência e dificuldade para me desligar da estória e ler outro livro, como a Izabelli e a Renata.

Serei mais uma viúva de Cinna e de Finnick, e no caso de Finnick, uma viúva desapontada com a pouca importância dada a sua morte, e ao mesmo tempo feliz por que Annie terá um filho seu. 

Serei mais uma sofredora pela morte de Prim e pior, ficarei na eterna dúvida se foi a armadilha de Gale que a matou.

Serei feliz por saber que Katniss e Peeta conseguiram se unir e de sua união nasceram dois bebês. 

E serei mais humana por saber que embora seja uma ficção, as mortes só obedeceram a dinâmica de uma guerra real, e que o final não foi nenhum "felizes para sempre", mas um vencemos com sequelas para o que nos resta de vida.

"O pensamento em prol do coletivo normalmente possui vida curta. Somos seres volúveis e idiotas com uma péssima capacidade para lembrar das coisas e com uma enorme volúpia pela autodestruição". Plutarch - A Esperança.

Que a sorte esteja sempre ao seu favor!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário